Skip to main content
  • Português
  • English
(Português) Candidaturas ao Ensino Superior

(Português) Candidaturas ao Ensino Superior

(Português)

Para estudar no IPVC é necessário efetuar a candidatura a um dos nossos cursos.

Trata-se de um processo similar a um concurso em que são avaliadas várias características do âmbito académico que diferem consoante a tipologia do concurso: CTeSP, Licenciatura, Mestrado ou Pós-Graduação.

Os prazos de candidatura do concurso nacional de acesso, para acesso às licenciaturas, são definidos pela DGES e divulgados no respetivo portal.

Os prazos de candidatura para os restantes concursos são definidos pelo IPVC e divulgados neste portal.

(Português) Candidatura CTeSP

(Português)

Se terminaste o 12º ano e pretendes ingressar num Curso Técnico Superior Profissional – CTePS – a candidatura é feita através de uma plataforma do  IPVC , na qual devem ser submetidos todos os documentos necessários.

As datas de candidatura são publicadas periodicamente no site do IPVC.

(Português) Candidatura Licenciatura

(Português)

Se terminaste o 12º ano de escolaridade e queres ingressar numa licenciatura do IPVC, a candidatura é feita através da plataforma da Direção Geral do Ensino Superior (DGES) que contém toda a documentação necessária para este concurso.

Existem várias opções de candidatura que podem ser possíveis mediante a Nacionalidade, Funcionário em Funções Públicas, Cidadãos Bolseiros, entre outros. Esse enquadramento está disponível no site da DGES.

(Português) Candidatura Mestrado

(Português) Se já tens uma Formação Superior mas queres continuar a enriquecer o teu curriculum, o IPVC oferece-te um leque diversificado de cursos de Mestrado, realizados em cada uma das escolas.

A candidatura a Mestrado é feita através de uma plataforma do próprio IPVC na qual devem ser submetidos os documentos necessários. A exceção é feita para os Mestrados APNOR (Associação de Politécnicos da Região Norte) cuja candidatura é realizada no site da associação.

As datas de candidatura são publicadas periodicamente no site do IPVC .

(Português) Candidatura Pós-Graduação

(Português) Se já tens uma Formação Superior mas queres continuar a enriquecer o teu curriculum através de uma Pós-graduação o IPVC oferece-te várias opções.

A candidatura a uma Pós-graduação é feita através de uma plataforma do  IPVC, na qual devem ser submetidos todos os documentos necessários.

As datas de candidatura são publicadas periodicamente no site do IPVC .

(Português) FAQ

(Português) Concurso Nacional de Acesso - Quem pode candidatar-se ao ensino superior?

(Português) Podem candidatar-se ao ingresso num determinado curso e instituição de ensino superior os estudantes que satisfaçam, cumulativamente, as seguintes condições:

  • Ter aprovação num curso de ensino secundário ou habilitação legalmente equivalente
  • Ter realizado as provas de ingresso exigidas por esse curso nessa instituição e ter obtido nessas provas uma classificação igual ou superior à classificação mínima por ela fixada
  • Satisfazer os pré-requisitos caso sejam exigidos para esse curso nessa instituição
  • Ter uma nota de candidatura igual ou superior ao valor mínimo fixado pela instituição de ensino superior (IPVC: 95 valores ou para o curso de Enfermagem 100 valores)

Observação: Esta informação não dispensa a consulta do site da DGES em http://www.dges.mctes.pt.

(Português) Concurso Nacional de Acesso - Tenho exames nacionais válidos e pretendo utilizá-los este ano na minha candidatura. Como devo proceder?

(Português)

Para se poder candidatar, o estudante deverá obter a ficha ENES atualizada, referente ao ano em causa (documento essencial à candidatura), pelo que, mesmo que não realize qualquer exame nesse ano, e pretenda utilizar somente os exames nacionais realizados em anos anteriores, o estudante deverá inscrever-se novamente na escola secundária, no prazo dos exames nacionais, para efeitos de registo e posterior emissão da referida ficha, nos termos do indicado na Deliberação da CNAES, publicada anualmente e disponível em http://www.dges.mctes.pt.

(Português) Concurso Nacional de Acesso - Quantas vagas existem para cada curso em cada estabelecimento?

(Português)

As vagas para cada curso em cada instituição de ensino superior são fixadas anualmente pelas próprias instituições, tendo em consideração os recursos de cada uma e subordinadas às orientações gerais estabelecidas pelo Ministro da Educação e Ciência, e divulgadas no portal da Direção-Geral do Ensino Superior antes do início da candidatura.

(Português) Concurso Nacional de Acesso - A quantos cursos se pode concorrer no concurso nacional?

(Português)

Na candidatura ao ensino superior público através do concurso nacional, cada estudante pode concorrer a um máximo de 6 pares instituição/curso, isto é, a seis combinações de instituição/curso, que indica por ordem de preferência.

(Português) Concurso Nacional de Acesso - Quando e onde se apresenta a candidatura ao concurso nacional?

(Português)

A candidatura ao concurso nacional de acesso é apresentada através do sistema on-line, no portal da Direção-Geral do Ensino Superior: http://www.dges.mctes.pt.

Assim, os estudantes que pretenderem candidatar-se ao ensino superior público devem pedir a senha de acesso ao sistema de candidatura on-line e apresentar o recibo do pedido de atribuição de senha na escola secundária onde se inscrevem para os exames nacionais, juntamente com o respetivo boletim de inscrição nos exames.

O pedido de atribuição de senha é efetuado no portal da Direção-Geral do Ensino Superior em http://www.dges.mctes.pt, devendo o estudante seguir todos os procedimentos indicados, de modo a que possa imprimir, assinar e entregar o recibo do pedido na escola secundária que indicou para validação.

Caso o estudante seja menor, o recibo do pedido deve ser assinado pelo encarregado de educação ou por quem demonstre exercer o poder paternal ou tutelar.

Para os recibos dos pedidos apresentados nas escolas durante as inscrições para a 1.ª fase dos exames nacionais as senhas de acesso serão enviadas para os endereços de correio eletrónico fornecidos pelos estudantes no pedido de atribuição de senha. A partir dessa data será também possível apresentar o recibo do pedido de atribuição de senha para acesso ao sistema de candidatura online, para validação, nos gabinetes de acesso ao ensino superior existentes em todos os distritos.
O pedido de atribuição de senha para acesso ao sistema de candidatura online deve ser feito, preferencialmente, durante o período de inscrição para a 1.ª fase dos exames nacionais e entregue na escola secundária juntamente com o boletim de inscrição. Contudo, o pedido poderá ainda ser feito até ao final do prazo de candidatura a cada fase do concurso.

Uma vez atribuída a senha para acesso ao sistema de candidatura on-line, o candidato pode utilizar a mesma senha em qualquer das fases da candidatura.

Na 1.ª fase do concurso existem contingentes especiais de vagas destinados a: candidatos oriundos das regiões autónomas dos Açores e da Madeira, candidatos emigrantes portugueses e seus familiares, candidatos que se encontrem a prestar serviço militar efetivo no regime de contrato e candidatos portadores de deficiência física ou sensorial.

Os estudantes que pretendam beneficiar dos contingentes especiais devem concorrer na 1.ª fase de candidatura, uma vez que na 2.ª fase e na 3.ª fase de candidatura há um único contingente.
Os estudantes que não reúnam as condições de apresentação à 1.ª fase da candidatura apenas podem apresentar-se à 2.ª fase da candidatura e/ou à 3.ª fase.

(esta informação não dispensa a consulta do regulamento publicado em Diário da República em cada ano)

(Português) Concurso Nacional de Acesso - O que são os pré-requisitos e quando se devem apresentar?

(Português)

Os pré-requisitos são condições de natureza física, funcional ou vocacional que assumem particular relevância para acesso a determinados cursos do ensino superior.

No IPVC, a matrícula e inscrição nos cursos da Escola Superior de Saúde (ESS|IPVC) está sujeita à comprovação da satisfação do pré-requisito (Grupo A).

(Português) Cursos pós-secundários (CTeSP) - O que são e como funcionam os Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP)?

(Português)

O CTeSP tem a duração de 2 anos letivos (integra um semestre de estágio), num total de 120 ECTS. É um curso de natureza profissional não conferente de grau académico.

Destina-se a titulares do ensino secundário, maiores de 23 anos e titulares de um diploma de especialização Tecnológica ou titulares de um curso superior.

No final do curso é atribuído um Diploma de técnico superior profissional.

O ingresso nos cursos técnicos superiores profissionais realiza-se através de um concurso organizado por cada Instituição de Ensino Superior (IES), cabendo a esta fixar e publicar, em Diário da República, o regulamento com as condições de ingresso em cada um dos seus cursos técnicos superiores profissionais, em função da área de estudos em ele se integra, estabelecendo, nomeadamente, prazos e regras de inscrição/candidatura, critérios de classificação e de atribuição de classificação final, assim como definir a forma que deve revestir essa avaliação de capacidade, atendendo, necessariamente, aos conhecimentos e aptidões correspondentes ao nível do ensino secundário nas áreas relevantes para cada curso.

Todos os documentos relacionados com a verificação da satisfação das condições de ingresso, incluindo eventuais provas escritas efetuadas pelo estudante, integram o seu processo individual.

Estas candidaturas devem ser apresentadas on-line em https://www.ipvc.pt onde poderá encontrar o respetivo link. É também neste endereço que encontra o edital e o calendário, aprovados anualmente.

(Português) Cursos pós-secundários (CTeSP) - Como posso fazer a candidatura?

(Português) As candidaturas devem ser apresentadas on-line na plataforma do IPVC

Deverá ser consultada toda a informação aqui.

(Português) Cursos pós-secundários (CTeSP) - Quais os prazos para fazer a candidatura?

(Português) Os prazos de candidatura a CTeSP constam do respetivo Edital de Abertura, colocado on-line disponíveis aqui.

(Português) Cursos pós-secundários (CTeSP) - Como posso consultar o resultado da candidatura?

(Português) Os resultados das candidaturas são divulgados aqui.

(Português) Cursos pós-secundários (CTeSP) - Preciso de me deslocar ao IPVC para fazer a matrícula?

(Português)

Não. As matrículas são efetuadas on-line em matrículas IPVC

No portal de matrículas encontra toda a informação sobre prazos, documentação a apresentar,  propinas e emolumentos.

(Português) Mestrado - Quem se pode candidatar a um 2º ciclo de Mestrado?

(Português)

Podem candidatar-se a curso (s) de 2.º ciclo (mestrado) os:

  • titulares do grau de licenciado ou equivalente legal;
  • titulares de um grau académico superior estrangeiro, conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente ao Processo;
  • titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Técnico-Científico;
  1. O  Conselho Técnico-Científico, pode admitir ainda candidatos que não satisfaçam as condições referidas nos números anteriores mas cujo curriculum escolar, científico ou profissional, demonstre adequada preparação para realização do mestrado a que se candidata.
(Português) Mestrado - Como posso fazer a candidatura?

(Português) As candidaturas devem ser apresentadas on-line na plataforma do IPVC

Deverá ser consultada toda a informação aqui.

(Português) Mestrado - Quais os prazos para me candidatar?

(Português) Os prazos de candidatura a Mestrados constam do respetivo Edital de Abertura, disponível aqui.

(Português) Mestrado - Como posso consultar o resultado da candidatura?

(Português) Os resultados das candidaturas são divulgados aqui.

(Português) Mestrado - Preciso de me deslocar ao IPVC para fazer a matrícula?

(Português) Não. As matrículas são efetuadas on-line em matrículas IPVC

No portal de matrículas encontra toda a informação sobre prazos, documentação a apresentar,  propinas e emolumentos.

Updated on 19/02/2021