Matrículas

Matrículas

Matrículas online

Olá, bem-vindo(a) ao IPVC!

Para que possas de forma tranquila dar início ao teu processo de matrícula nesta Academia o IPVC criou um portal especifico para matrículas.

Todas as matrículas no IPVC são realizadas online através do portal de matrículas. Aqui encontrarás toda a informação que precisas para realizar a tua matrícula, nomeadamente a informação sobre os documentos necessários ao processo.

No entanto, e de forma excecional serão atendidos presencialmente os estudantes que assim o solicitarem, sendo necessário o agendamento prévio através do portal de matrículas.

No final do  processo de matrícula encontrarás o guia de acolhimento do IPVC.

Já sabes: Estamos à TUA espera…

FAQ

Ingressei no IPVC através do Concurso Nacional de Acesso. Como procedo para efetuar a matrícula/inscrição?

Para os estudantes que ingressam através do concurso nacional de acesso, a matrícula tem que ser, obrigatoriamente, efetuada no prazo definido no calendário aprovado e divulgado pela DGES, anualmente.
O processo de matrícula e inscrição em cursos do IPVC requer aceder ao portal de matrículas online.

Neste portal encontrarás toda a informação necessária à formalização do teu processo de matrícula e concluir a inscrição às unidades curriculares do teu curso, do 1.º e 2.º semestre do 1.º ano (num total de 60 créditos/ECTS).

Ao efetuar a matrícula fico obrigado ao pagamento integral da propina?

Sim. A partir do momento que inicia o processo de matrícula, é necessário efetuar o 1.º pagamento (1.ª prestação de propina, seguro escolar e taxa de matrícula).

Existem várias modalidades de pagamento das propinas: uma única prestação (totalidade do valor anual) ou pagamento em dez prestações conforme calendário definido no Regulamento Geral de Propinas e Prescrição do IPVC. No site de matrículas podem ser consultadas as modalidades e os valores respetivos.

Não entrei na Instituição pretendida, posso fazer permuta?

Os candidatos colocados no ensino superior público, através do Concurso Nacional de Acesso podem solicitar permuta nos termos do definido no Regulamento do Concurso Nacional de Acesso e Ingresso ao Ensino Superior Público (RCNAIES) publicado para o ano letivo em causa e disponível no portal da DGES.

Ingressei no IPVC através dos concursos especiais ou pelos regimes de mudança de curso, reingresso ou transferência. Como procedo para efetuar a matrícula/inscrição?

Para os estudantes que ingressam através destes concursos, a matrícula tem que ser, obrigatoriamente, efetuada no prazo definido nos respetivos calendários anuais. O processo de matrícula e inscrição em cursos do IPVC requer aceder ao portal de matrículas online que disponibiliza toda a informação que permitirá concluir o processo.

Os estudantes que obtiveram creditação de competências poderão inscrever-se em unidades curriculares do 2.º e/ou 3.º ano curricular, até ao limite de ECTS definido em cada escola do IPVC, desde que assegurem o cumprimento das regras gerais de inscrição e das regras de precedência ou outras específicas para o seu curso.

Quais os documentos exigidos para a matrícula?

Os documentos exigidos para o ato da matrícula e inscrição são publicitados no portal de matrículas online

É possível inscrever-me a todas as UC’s que pretendo realizar?

O estudante terá de respeitar as regras de inscrição, as regras de precedência e as regras específicas de precedência nos cursos que se encontram definidas. Para esclarecimento de dúvidas deverá consultar os serviços académicos da respetiva escola.

Recolocação institucional - Fui colocado na 1.ª ou 2ª fase do concurso nacional de acesso (CNA). Candidatei-me numa fase seguinte e obtive colocação. O que aconteceu à minha vaga da fase anterior, já não posso voltar atrás e matricular-me no curso em que fui colocado na 1ª fase do CNA?

Aos candidatos colocados nas 1ª ou 2ª fases que concorreram à fase seguinte e nela sejam colocados é automaticamente anulada aquela colocação e, consequentemente, a matrícula e inscrição realizadas, conforme previsto no Regulamento do Concurso Nacional de Acesso e Ingresso ao Ensino Superior Público (RCNAIES) publicado para o ano letivo em causa.

Assim, caso pretenda ingressar no ensino superior nesse ano terá, obrigatoriamente, que realizar a matrícula no estabelecimento e curso onde foi colocado na última a que concorreu dentro do prazo estipulado.

Fui recolocado, terei que voltar a apresentar documentação exigida?

Não. O estabelecimento de ensino onde o candidato foi colocado na 1ª ou na 2ª fase remete ao estabelecimento de ensino superior onde o candidato foi colocado na fase posterior toda a documentação relevante, bem como a importância recebida a título de propina, nos termos previstos no Regulamento do Concurso Nacional de Acesso e Ingresso ao Ensino Superior Público (RCNAIES) publicado para o ano letivo em causa.

Terei de pagar propinas novamente na Instituição onde fui recolocado?

Não. O estabelecimento de ensino onde o candidato foi colocado na 1ª ou na 2ª fase remete ao estabelecimento de ensino superior onde o candidato foi colocado na fase posterior a importância recebida a título de propina de inscrição.

Assim, o candidato recolocado fica obrigado ao pagamento da propina anual deduzido do valor pago na instituição onde havia sido colocado em fase anterior, conforme previsto no Regulamento do Concurso Nacional de Acesso e Ingresso ao Ensino Superior Público (RCNAIES) publicado para o ano letivo em causa.

Seguro escolar - Em caso de acidente escolar, como devo proceder?

O estudante (ou a pessoa que o acompanhe caso o acidente o impossibilite), deverá dirigir-se aos Serviços da Ação Social (SAS) do IPVC, imediatamente a seguir ao acidente, para comunicação do mesmo através do preenchimento da “participação de sinistro” entregando-a nos respetivos serviços.

Seguro escolar - Em caso de acidente o que não devo fazer?

Não deve omitir ou falsear qualquer facto no âmbito do acidente escolar e deve seguir os procedimentos definidos pelos SAS|IPVC.

Seguro escolar - Quais as coberturas do seguro escolar?

Estão cobertos todos os riscos resultantes da atividade escolar descritos em folheto informativo, disponibilizado ao estudante no sítio da internet, nos termos das condições gerais e particulares da apólice do Seguro Escolar em vigor.

Seguro escolar - O que se entende por atividade escolar?

Entende-se por atividade escolar a atividade desenvolvida pelo segurado:

  • Nas Instalações do IPVC durante o horário escolar (diurno ou pós-laboral); tempos livrem incluídos no respetivo horário escolar; realizações de natureza escolar, circum-escolar, desportiva ou de convívio;
  • Fora do IPVC, designadamente em excursões, aulas ao ar livre, trabalho de campo, aulas práticas e laboratoriais, estágios ligados à atividade escolar, visitas de estudo; atividades desportivas ou de convívio, entre outras atividades inerentes à atividade escolar, desde que organizadas ou autorizadas pelo Estabelecimento de Ensino Superior, nos termos das condições gerais e particulares da apólice escolar em vigor.
  • No percurso normal e direto de ida e de regresso entre a residência do estudante e o IPVC.
Atualizado em 19/02/2021